História

História

A Associação OTC - Oficina de Teatro de Condeixa, em março de 2017, afirmou-se no panorama cultural e desvinculou-se da Associação Orfeão Dr. João Antunes, onde nascera no ano de 2012, pelas mãos de Emília Caridade.

Neste momento, e encenada por Diana Lima e Marli Silva, a Oficina é constituída por elementos com idades compreendidas entre os 15 e os 75 anos – maioritariamente amadores – contanto ainda com ateliers de teatro nas escolas do município. Através do esforço e dedicação à arte, a Oficina conseguiu ressuscitar, e tenta manter viva, a tradição do Teatro no concelho. Para tal, destaca-se a sua cooperação com a autarquia na organização do Festival de Teatro Deniz-Jacinto, uma das atividades de maior distinção e honra deste corpo associativo, de frequência anual.

De 2012 até ao momento, exibiu sketches teatrais, apresentou homenagens a patronos culturais do concelho, participou nas festas da vila e em eventos promovidos pela autarquia. Fez animações fora do Concelho (Penela, Figueiró, etc.), e interveio em feiras quinhentistas e manifestações culturais sempre representando Condeixa.

Das peças levadas a palco, destacam-se, até ao momento:

  • "Manipulação", de criação coletiva (2014);
  • "A Excepção e a Regra", de Bertolt Brecht (2016);
  • "Lisístrata", de Aristófanes (2017);
  • "Todo-O-Mundo Joga!", de autor desconhecido (2017);
  • "BAND(id)OS" (2018), de criação coletiva.

A Associação promove, ainda, atividades com os seus associados desde idas regulares ao teatro e formações em grupo, dentro e fora do concelho.

A Presidente da Associação, Diana Lima, atribui o sucesso deste grupo «ao grande interesse, por parte da comunidade condeixense, à atividade artística que a associação promove e aos sócios/artistas que se mantêm fiéis ao projeto. Não seríamos, nem somos, nada sem o carinho daqueles que nos promovem, assistem e aplaudem.»